Imagem capa - 8 dicas de como se preparar para ser mãe de primeira viagem por Julie Campanholi
Para mamães

8 dicas de como se preparar para ser mãe de primeira viagem


Se preparando para o momento mais importante da sua vida? Confira essas dicas para quem está prestes a ser mãe!



A gravidinha que será mãe pela primeira vez que não está ansiosa e nervosa atire a primeira pedra. É normal ter dúvidas e procurar conselhos de todos os lados nesse momento da vida que tudo promete virar de ponta cabeça. 

Como muitas das minhas clientes e futuras clientes passam por isso, decidi me debruçar na pesquisa e escrever esse artigo com dicas realmente úteis para vocês. Não sou mãe, mas tenho contato com mães e crianças diariamente e sinto que posso ajudar nesse espaço que tenho na internet dedicado totalmente à vocês.  Confira abaixo duas listas de dicas super importantes para você que é mamãe de primeira viagem. 


1 - Planejamento da rotina em conjunto 

O diálogo é fundamental para que a chegada do bebê não descabele os pais e também não balance a sua relação marido-mulher. Então, pense em todos os detalhes da rotina de vocês, o que vão mudar e adequar, do que cada um vai abrir mão, como vão dividir o tempo, tarefas e tudo mais. 

Fazer esses acordos ainda durante a gravidez é fundamental para não desestabilizar a família nos primeiros meses. 


2 - Planejamento do parto

O parto pode ser um episódio traumático para algumas mães caso passem por complicações e estresse, e essa tensão pode refletir no comportamento da mãe com o filho. Lembre-se então de planejar detalhes do parto para tornar o dia especial e o mais confortável possível. Se quer ou não analgesia, no caso de parto normal;

se deseja ouvir música; quem será seu acompanhante; se terá ou não uma doula; a posição em que deseja dar a luz; a presença de um fotógrafo; entre outras coisas podem ser pensadas com antecedência. Os hospitais tem obrigação de considerar o plano de parto da mãe e, por isso, você pode passar tudo isso para um papel impresso e deixar na "bolsa de parto" para o grande dia. CLICANDO AQUI você pode baixar um modelo de plano de parto para imprimir e preencher. 






3 - Planejamento financeiro

Existe uma série de procedimentos que são feitos tanto antes do bebê chegar, como a ida ao pediatra e o pré-natal, e também logo nos primeiros meses do bebê, como vacinas e consultas ao pediatra obrigatórias. É importante planejar os gastos iniciais para não passar aperto e estresse nesse momento tão lindo da família. 


4 - Estude

Você já ouviu alguém falando “o bebê não vem com manual”? Felizmente muitos especialistas se dedicam a compartilhar seu conhecimento e você pode aprender sem dificuldade.

Tem livros, sites, revistas. Tem orientação para amamentação, introdução alimentar, primeiros socorros e muito mais. Se prepare para se sentir mais segura! PS: o pai também deve entrar nessa. 



“Errei na primeira gravidez e agora não erro mais"


Saiu uma matéria na revista Bebê da Abril com dicas que diversas mães entrevistadas deram para as mães de primeira viagem. Segundo elas, as dicas vem dos erros que elas mesmas cometeram, e agora podem aconselhar e orientar as novas mães. Eu li toda a matéria e fiz um resumão para você. Bora pras dicas?





Confira as fotos do chá de bebê dessa família linda e também o ensaio de espera.



1 - "Para ser uma boa mãe, é preciso estar bem por inteira"

Aqui as mães falam da importância de se cuidar, fisicamente e psicologicamente, dar atenção para as outras áreas da sua vida para assim, como consequência, conseguir dar o melhor de si na função de mãe. 

Minha dica é: tire um tempo para você ao menos uma vez na semana. Faça alguma atividade sozinha, e também alguma atividade com amigas e/ou grupo de pessoas. Não empurre com a barriga as necessidades médicas, coloque sua saúde em primeiro lugar. 


2 - “Não é possível dar conta de tudo”

E tá tudo bem! Nem sempre você vai conseguir cumprir todas as tarefas que planeja no dia, e isso faz parte da rotina de qualquer pessoa, seja mãe ou não. Faz parte falhar, errar e corrigir. 

Dica: divida bem as tarefas com o pai da criança, organize sua agenda e defina horários fixos para as tarefas mais importantes. Pense sempre em uma “margem de erro”, um tempo livre para fazer algo que não tenha dado tempo em outro momento. 


3 - “Palpites alheios nem sempre são bem-vindos”

Todas as mulheres que são mães à sua volta - e até as que não são - vão te dar palpites do que fazer com a sua vida e com a da criança. “Isso não é bom”, “faça isso que é melhor”, “não faça isso” e dicas de como lidar com as situações serão comuns no seu dia a dia. Isso pode te sobrecarregar psicologicamente, fazendo gerar a autocrítica e atrapalhando até na auto estima. 

Dica: aprenda a filtrar os conselhos, escolha algumas pessoas que serão verdadeiramente referências para você, estude e consulte especialistas de verdade, leia livros, e principalmente confie no seu instinto. 


4 - “Cada criança tem seu tempo de desenvolvimento”

Não fique comparando seu filho/filha com as crianças dos amigos e familiares. Não se cobre e não cobre da criança o que parece não ser hora para acontecer. Se esforce para entender o seu filho, sua velocidade e assim acompanhe seu desenvolvimento respeitando seu tempo e espaço. 



DICA BÔNUS: agende o ensaio de espera, newborn e acompanhamento com antecedência para não perder o “tempo perfeito” para fazer as fotos.

Em gratidão por você ter chego até nessa linha, tenho um presente para você: marque os ensaios de acompanhamento do bebê e GANHE o ensaio gestante! 

Clique aqui para entrar em contato comigo e vamos marcar!