Imagem capa - O Natal e a Fotografia por Julie Campanholi
Artigos

O Natal e a Fotografia


Por mais que muitos digam que o Natal se tornou um feriado capitalista feito para girar dinheiro na “máquina”, a comemoração do nascimento de Jesus ainda é a data que mais une as pessoas, promove encontros memoráveis, momentos inesquecíveis, abraços e pedidos de perdão. 

Considerado o Ano Novo Cristão, o Natal é uma data simbólica que foi escolhida para celebrar o nascimento de Jesus ano após ano, para manter sua história viva em nossa cultura.

Algumas religiões cristãs não comemoram o Natal nessa data específica, por ela ser apenas simbólica e ter sido escolhida pelo catolicismo para encobrir um feriado pagão que já existia nessa data. 

Indiferente disso, não dá para negar que a maior parte do planeta pára nessa época para agradecer, rezar, orar, festejar, perdoar, unir, comer, brincar, presentear. O fato da data coincidir com as férias escolares também ajudou na construção da tradição ocidental de reunião familiar nas festas de final de ano.

Considerando tudo isso, não tem como não associar o Natal e a época de final de ano com a fotografia de família. 

Pegue um álbum de fotos antigo da sua mãe ou da sua avó e analise a maior parte das fotos em que todos estão reunidos. Quais foram as ocasiões? Acredito fortemente que quase todas são do Natal, Ano Novo e aniversários das matriarcas da família.

A importância de registrar os finais e começos de novos ciclos é incalculável. Tornar isso tradição e fotografar ano após ano, consegue ser ainda mais especial. É como poder acompanhar toda a história e linha do tempo de uma família apenas folheando um álbum. 

Estou trazendo essa reflexão de final de ano para você não se esquecer dos valores reais que norteiam essa semana. Para que você se lembre de abraçar todos que ama. Para que você exercite a prática do perdão, nem que for só por esse período, para poder aproveitar esse momento para recarregar as energias na companhia das pessoas que são sangue do seu sangue. 

E claro, não se esqueça de fotografar. Junte todos na mesa, coloque o timer, e tire fotos. Nem todos vão sair sorrindo e olhando para a câmera. O seu tio com certeza estará olhando para o lado e a tia para a comida. E está tudo bem! Você dará muito valor a cada foto desfocada e desenquadrada que tirar entre a ceia e os fogos. 

Sim, eu sei. É estranho ler isso de uma fotógrafa profissional. Mas eu reconheço o valor de cada foto tirada de forma amadora, mas com muito amor, nesses momentos únicos em família. Você pode unir a família para um ensaio lifestyle comigo, e essas fotos provavelmente irão para os porta-retratos e quadros da casa. Mas mesmo assim, não deixe de fotografar esses pequenos e importantes momentos em que eu não posso estar por perto. 

Desejo boas festas e momentos felizes para você e toda sua família.

Com carinho,

Julie Campanholi.